SEED Ciências


Energia e Mudança do Clima Global
O Ciclo de Carbono

O carbono entra constantemente na atmosfera na forma de dióxido de carbono, metano e outros gases. Ao mesmo tempo, ele é removido por plantas verdes, pelos oceanos e de outras formas. Esse é o ciclo de carbono. O equilíbrio do ciclo é fundamental para determinar o clima da Terra.

O carbono é um componente essencial de nossos corpos, dos alimentos que consumimos, das roupas que usamos, da maioria dos combustíveis que queimamos e de muitos outros materiais que usamos. Mais de 90% dos compostos químicos de que se tem conhecimento contêm carbono. Isso não é uma surpresa, já que o carbono se combina muito facilmente com outros elementos e consigo próprio.

A maior parte do carbono na Terra está em compostos encontrados em sedimentos e rochas sedimentares. Comparativamente pouco carbono encontra-se na atmosfera.
  Bilhões de Toneladas Métricas
Sedimentos subaquáticos e rochas sedimentares 80,000,000
Água do oceano, conchas e organismos 40,000
Combustíveis fósseis (petróleo, gás e carvão) 4,000
Material orgânico no solo 1,500
Atmosfera 825
Plantas terrestres 580

 

Sistemas Vivos 
SISTEMAS VIVOS 

Átomos de carbono estão continuamente sendo trocados entre seres vivos e mortos, a atmosfera, oceanos, rochas e solo. Cada vez que expiramos, liberamos CO2 de nossos pulmões para a atmosfera, contendo átomos de carbono de plantas e animais que comemos. Os átomos de carbono que estão em nosso corpo hoje podem já ter pertencido a várias plantas e animais diferentes – talvez até dinossauros e outras criaturas extintas.

A distribuição de carbono entre atmosfera, organismos, terra e oceanos mudou com o passar do tempo. Cerca de 550 milhões de anos atrás a concentração de CO2 na atmosfera era de 7.000 partes por milhão – mais de 18 vezes o que é atualmente. Para onde foi todo esse carbono atmosférico? Na maior parte, ele se transformou em rochas sedimentares, como calcário. Como isso aconteceu é parte da história mais ampla do ciclo de carbono.

O ciclo de carbono é uma combinação de vários processos biológicos, químicos e físicos que movem o carbono.

 

A imagem mostra alguns dos processos pelos quais o carbono se move entre organismos vivos e mortos, a atmosfera, oceanos, rochas e o solo. As intervenções humanas não estão inclusas aqui. Clique na imagem para ver uma animação que mostra os processos químicos por trás dessas transferências de carbono.

 

Sequestros e Fontes de Dióxido de Carbono

Um sequestro de dióxido de carbono é algo que remove CO2 da atmosfera. Por exemplo, plantas verdes consomem CO2 durante o processo de fotossíntese. A queima de madeira e os combustíveis fósseis são fontes de CO2. Os oceanos funcionam tanto como fonte quanto como sequestro de CO2. Isso ocorre porque o CO2 no ar que está em contato com a superfície do oceano se dissolve na água e, portanto, é removido da atmosfera. Ao mesmo tempo, o CO2 dissolvido é liberado na atmosfera. O equilíbrio entre esses dois processos depende de vários fatores, e pode mudar com o tempo. Atualmente há mais CO2 dissolvido nos oceanos do que sendo liberado. Isso significa que, neste exato momento, os oceanos estão sequestrando CO2.

Vamos observar mais atentamente os principais sequestradores e fontes de CO2 que fazem parte do ciclo do carbono.


Deseja mais informações?