SEED Science


A Terra – Um Planeta Vivo
O Anel de Fogo

 

Anel de Fogo

Cortesia de USGS

Epicentros de terremotos ao redor do Oceano Pacífico

O que é o Anel de Fogo? Não, não é um novo campeonato de luta – é o nome de um fenômeno geológico que ocorre no Oceano Pacífico. O Anel de Fogo é o local onde ocorre a maior parte da atividade sismologia do mundo. O Oceano Pacífico possui uma cadeia mesoceânica e é cercado por zonas de subducção. A velocidade de expansão da cadeia é muito rápida. Como resultado, as zonas de subducção precisam destruir muita crosta. É por isso que há tantos terremotos e vulcões na borda do Oceano Pacífico, onde as zonas de subducção estão localizadas.

O Oceano Pacífico também possui um grupo de vulcões no Havaí. No entanto, o Havaí não está localizado em um limite de placa. Alguns cientistas explicam isso como um "ponto quente," ou hot spot, mas essa explicação não é aceita universalmente.

 

O Havaí é um ponto quente?

O Havaí não é só um ponto quente para suas férias – é também um ponto quente geofísico. A existência de pontos quentes é provavelmente um dos pontos mais controversos da teoria das placas tectônicas.

 

Ponto Quente

Cortesia de USGS

Concepção artística do movimento da Placa do Pacífico sobre o "Ponto Quente" fixo havaiano, ilustrando a formação da Cadeia de Montes Submarinos Emperor. (Modificado de um desenho fornecido por Maurice Krafft, do Centre de Volcanologie, França).

Segundo a teoria do ponto quente, um evento incomum que ocorre em um ponto dentro da Terra força o magma a subir para a superfície. O magma sempre vai para o mesmo lugar, mas chega em intervalos aleatórios de tempo. Como a crosta oceânica se move sobre o ponto quente, a lava não vem para a superfície no mesmo local todas as vezes. O arquipélago (cadeia de ilhas) havaiano segue o movimento geral da crosta oceânica. De acordo com essa teoria, cada ilha foi criada em turnos por intensa atividade vulcânica, seguida por um longo período de silêncio. Outro ponto a favor dessa explicação é o padrão de atividade vulcânica das ilhas. Apenas a ilha do Havaí, a última ilha do arquipélago, ainda é um vulcão ativo.

Como isso é feito? Mais uma vez, há diversas teorias diferentes. Nenhuma teoria isolada está definitivamente correta. Uma ideia amplamente aceita é que as correntes de convecção na astenosfera causam esses pontos quentes. (A astenosfera é uma camada semisólida do manto abaixo da litosfera, a camada externa da crosta e do manto rígido). Acredita-se que os grandes movimentos da placa se devam às gigantescas correntes que se movem dentro da enorme quantidade de rocha no manto, e que os pontos quentes sejam causados por uma ocorrência semelhante, mas em menor escala. Os pontos quentes ficam em um local relativo à placa que se move acima deles.

 

Astenosfera

Cortesia de USGS

Acredita-se que os pontos quentes sejam criados pelas correntes de convecção na astenosfera, uma camada semisólida abaixo da litosfera, a camada externa rígida que inclui as rochas tanto da crosta quanto do manto.

As correntes de convecção que se movem em direções diferentes criam uma área frágil na litosfera. O magma abre caminho pelo ponto frágil e alcança a superfície, criando um vulcão. Por que isso não acontece sempre? Por que a atividade vulcânica para por um tempo e depois começa novamente? Essas perguntas ainda fazem parte do mistério dos pontos quentes.

Para obter mais informações sobre pontos quentes, visite o site pubs.usgs.gov/publications/text/hotspots.html


Looking for more information?